iiiiiiiiiii

Contran adia início de fiscalização de curso para motoboys

Depois de protestos de motoboys que paralisaram o trânsito em São Paulo, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) adiou a entrada em vigor das novas regras para a profissão. As motos que normalmente escapam dos engarrafamentos, nesta quinta-feira (2) se transformaram em uma barreira para os motoristas em São Paulo.
Por causa das manifestações, o congestionamento chegou a 146 km às 19h, acima da média para o horário. A resposta do Conselho Nacional de Trânsito foi rápida. O Contran disse que, como a maioria dos motoboys não conseguiu cumprir as novas regras, eles vão ter até fevereiro do ano que vem para fazer o curso obrigatório, só aí a fiscalização vai começar.
As motos deverão ter faixas reflexivas nas laterais, protetor de motor e de pernas, antenas corta-pipa e um baú de carga com as dimensões pré-estabelecidas. As aulas, que incluem noções de cidadania e segurança, poderão ser feitas à distância e em centros de formação de condutores.
Segundo o sindicato da categoria, são 200 mil motoboys na capital e a oferta de vagas nos cursos não chegava a 1,7 mil por mês.

receba atualizações por emails