iiiiiiiiiii

Tudo acaba em pizza

Especialmente na cidade brasileira de São Paulo, que tem uma grande colônia italiana, o consumo de pizzas é grande e sofisticado, com o ato de reunir-se numa pizzaria sendo freqüentemente significado de celebração e acordo. Deste costume, surgiu a expressão, comumente usada no país, associando um processo que envolva ações de ética ou legalidade duvidosa a esta celebração. Quando apenas alguns dos envolvidos de menor importância são penalizados ou exista um movimento de acomodação, terminando em mesa de negociação, ou "terminando em pizza", como se as partes envolvidas, acusados e acusadores, se sentassem numa pizzaria e, apreciando a saborosa iguaria, celebrassem o acordo durante uma "rodada de pizza".

A história da pizza

Se existe um prato que é quase uma unanimidade nacional na aceitação é a pizza. E sempre que falamos nela, lembramos dos italianos, mas não foram eles que inventaram essa delícia, nem ela surgiu com as características que conhecemos: massa fina, molho de tomate, queijo derretido, recheio e uma pitada de orégano por cima. Diz a história que a primeira pizza apareceu há mais de 6 mil anos e era apenas uma fina camada de massa conhecida como “pão de Abrahão”
que os hebreus e egípcios consumiam. Ela se parecia com nosso pão sírio atual e também era chamada de “piscea”, daí o nome pizza.Os italianos, milhares de anos depois, incrementaram a pizza com o tomate, e ela era consumida dobrada ao meio como se fosse um sanduíche. Sua disseminação aconteceu durante a segunda metade do século XIX, em 1889, com dom Raffaele Espósito, um padeiro napolitano que servia o rei Umberto I e a rainha Margherita e, para agradar e inovar o cardápio, resolveu adicionar à massa mussarela, tomate e manjericão, ingredientes que reproduziam as cores da bandeira italiana. E, em homenagem à rainha, ele batizou sua receita com o nome de pizza Margherita.Na seqüência, padeiros mais criativos começaram a inovar e colocaram na pizza outros ingredientes, como o alho, o alicce e peixes da região.A fama de Nápoles correu o mundo e, assim, surgiu a primeira pizzaria: a Port’Alba. Ela era um grande ponto de encontro de artistas da época. Entre eles, estava Alexandre Dumas, que até mesmo citou em uma de suas obras algumas variações da pizza. Por muito tempo, ela era vendida em padarias e barracas de rua e consumida no café da manhã. De Nápoles para o resto do mundo foi “um pulo”, pois os imigrantes a levaram para vários países e a popularizaram.Ela chegou aos EUA, assim como ao Brasil, por intermédio dos imigrantes italianos. Por muito tempo, só se encontravam pizzarias nos redutos e colônias italianas. Hoje, essa famosa delícia está em qualquer lugar das cidades.O Dia da Pizza é comemorado em 10 de julho desde 1985.Até a próxima!Se existe um prato que é quase uma unanimidade nacional na aceitação é a pizza. E sempre que falamos nela, lembramos dos italianos, mas não foram eles que inventaram essa delícia, nem ela surgiu com as características que conhecemos: massa fina, molho de tomate, queijo derretido, recheio e uma pitada de orégano por cima. Diz a história que a primeira pizza apareceu há mais de 6 mil anos e era apenas uma fina camada de massa conhecida como “pão de Abrahão” que os hebreus e egípcios consumiam. Ela se parecia com nosso pão sírio atual e também era chamada de “piscea”, daí o nome pizza.Os italianos, milhares de anos depois, incrementaram a pizza com o tomate, e ela era consumida dobrada ao meio como se fosse um sanduíche. Sua disseminação aconteceu durante a segunda metade do século XIX, em 1889, com dom Raffaele Espósito, um padeiro napolitano que servia o rei Umberto I e a rainha Margherita e, para agradar e inovar o cardápio, resolveu adicionar à massa mussarela, tomate e manjericão, ingredientes que reproduziam as cores da bandeira italiana. E, em homenagem à rainha, ele batizou sua receita com o nome de pizza Margherita.Na seqüência, padeiros mais criativos começaram a inovar e colocaram na pizza outros ingredientes, como o alho, o alicce e peixes da região.A fama de Nápoles correu o mundo e, assim, surgiu a primeira pizzaria: a Port’Alba. Ela era um grande ponto de encontro de artistas da época. Entre eles, estava Alexandre Dumas, que até mesmo citou em uma de suas obras algumas variações da pizza. Por muito tempo, ela era vendida em padarias e barracas de rua e consumida no café da manhã. De Nápoles para o resto do mundo foi “um pulo”, pois os imigrantes a levaram para vários países e a popularizaram.Ela chegou aos EUA, assim como ao Brasil, por intermédio dos imigrantes italianos. Por muito tempo, só se encontravam pizzarias nos redutos e colônias italianas. Hoje, essa famosa delícia está em qualquer lugar das cidades.O Dia da Pizza é comemorado em 10 de julho desde 1985.Até a próxima!.

Qual a temperatura ideal para o forno

Alguns dizem que e aproximadamente 350 a 400 graus
E difícil dizer já que existem vários fatores
1. o tipo de lenha o ideal e o eucalipto
2. o tamanho do forno. Um forno grande precisa de mais lenha pra mantê-lo aquecido um forno pequeno precisa de menos lenha
3. qual o movimento? da sua pizzaria em dias de menos movimento você Poe menos lenha e geralmente de segunda a quinta nos finais de semana o movimento dobra então você trabalha com o forno um pouco mais quente

Fermento Biológico Seco

fermento biológico seco

Fermento biológico seco

fermento biológico fresco não confundam
O fermento biológico é produzido por uma levedura (fungo) da espécie Saccharomyces cerevisae. Trata-se de um ser vivo encontrado na natureza que respira, se alimenta e se reproduz. O fermento é feito a partir do melaço, subproduto da cana que tem grande quantidade de açúcares. Eles servem de alimento para a levedura, fermentando e liberando gás carbônico e álcool. O processo resulta em um creme, do qual se retira o excesso de água e se obtém a massa que caracteriza o produto. Pode-se fazer uma "cultura" artesanal a partir de uma porção de fermento industrial, mas a maioria dos produtos empregados na panificação é industrial. Há dois tipos de fermento biológico: o fresco e o seco. Ambos têm cor creme ou marfim. O primeiro tem consistência úmida dada pela água, que constitui 70% de sua composição; por isso dura pouco. Já o segundo, o seco, é obtido pela desidratação do fresco. Tem a vantagem de se conservar por até um ano. Os dois são usados na panificação, fazendo a massa crescer. Faz-se com fermento biológico também savarins, baguetes, brioches, pizzas e bebidas como a ginger beer.

Saúde
É bom para
Complementar a dieta em vitaminas do complexo B, principalmente a folacina, muito importante para o metabolismo normal das células de crescimento e dos tecidos.

É ruim para
Pessoas que fazem regime de emagrecimento, pois o fermento nunca é consumido sozinho, e os pães feitos com ele são alimentos bastante energéticos por si sós.

Como se escolhe
Compra-se fermento biológico seco nos supermercados; procure-o nas gôndolas não refrigeradas. Em geral está disponível em envelope de 10 g - normalmente é vendido num conjunto de dois -, em latinha parecida com as de fermento para bolo ou em saco aluminizado com porções maiores. Observe sempre as condições da embalagem e o prazo de validade. Verifique também se não está estufado - se estiver, naturalmente, rejeite. Quando abrir, descarte se o fermento estiver úmido, endurecido ou embolorado. O produto deve ter coloração creme, porém um pouco mais escura do que o fresco, e estar totalmente granulado e solto.

Como se prepara
Ao usar, calcule 30 g de fermento fresco, ou 10 g a 15 g do seco, para 1 kg de farinha. Hidrate antes com água em temperatura ambiente ou ligeiramente amornada. A quantidade de água pode ser o equivalente a 5 vezes o peso do fermento - para 15 g de fermento seco, 75 ml de água. Reserve por 15 min e só então junte o líquido restante da receita e os outros ingredientes. Nunca hidrate com leite integral, pois a gordura da nata gruda nos grânulos, impedindo sua reidratação e dissolução no líquido. Pelo mesmo motivo, não o misture diretamente na massa, sem diluir, junto com outros ingredientes gordurosos, como a manteiga ou o óleo.


Ficha Técnica
100 g de fermento biológico seco, reidratado, contêm:
Calorias - 105
Proteínas - 8,4 g
Carboid. - 18,1 g
Gordura - 1,9 g
Fibras - 1,9 g
Vit. B1 - 1,88 mg
Niacina - 12,3 mg
Folacina - 785 mcg
Ác. pant. - 4,9 mg
Cálcio - 19 mg
Cobre - 3,26 mg
Ferro - 3,26 mg
Magnésio - 40 mg
Fósforo - 336 mg
Potássio - 601 mg
Sódio - 30 mg
Zinco - 9,98 mg

Fermento Biológico Instantâneo

É a evolução do Fermento Biológico. Basta misturar o fermento diretamente à farinha, sem precisar dissolvê-lo na água. Não necessita ser armazenado em lugar refrigerado.

Qual a diferença entre fermento químico e fermento biológico?

O Fermento Químico é o responsável pelo crescimento das massas de bolo, que ocorre através de uma reação química durante o forneamento.
Já o Fermento Biológico promove o crescimento das massas de pães através da fermentação que ocorre antes do forneamento.
A levedura ingere os nutrientes da massa e, como conseqüência, libera gases e substâncias aromáticas, responsáveis pelo volume, textura, aroma e sabor característicos dos pães. Por este motivo é sempre necessário deixar a massa descansar após sovar e antes de ir ao forno.

O que é fermento biológico?

Fermento biológico ou levedura é um microorganismo vivo cuja denominação científica é Saccharomyces cerevisiae.
Trata-se de um ingrediente imprescindível na panificação, pois é o responsável pelo crescimento da massa de pães e pizzas.

pizzarias em mongagua

Av.Domingos Batista de Lima 492-Vila Atlântica Mongaguá tel.. 3507-4489 Disk pizzas Esfihas e Panquecas
Pizzas

Aliche. mussarela,aliche Atum. atum,cebola Atum 2. atum,cebola,mussarela Atum 3. atum,cebola,catupiry Atum especial. atum,ervilha,cebola,mussarela Alho. mussarela,alho Bacon. mussarela,bacon Baiana. calabresa,cebola,ovo,parmesão,pimenta Bauru. presunto,tomate,mussarela Belezura. presunto,frango,cebola,ervilha,mussarela Bibica. escarola,bacon,provolone,catupiry Brócolis. brócolis,catupiry,alho,frito Caipira. frango,catupiry,milho Carijó. frango,milho,bacon,palmito,catupiry Calabresa. calabresa,cebola Calabresa 2. calabresa,catupiry Escarola. escarola,mussarela,bacon Frango catupiry. Frango,catupiry Frango mussarela. Frango,mussarela Frango do rei. Frango,bacon,mussarela,parmesão Lombo. lombo,mussarela Lombo catupiry. Lombo,catupiry Marguerita. mussarela,tomate,manjericão Milho. mussarela,milho Milho catupiry. Milho,catupiry Mama Bianca. Berinjela,mussarela,alho,tomate seco Mussarela. mussarela,tomate Napolitana mussarela. tomate,parmesão Nona verônica Abobrinha,mussarela,bacon,polenginho parmesão,tomate ceco,alho frito Palharina. frango,mussarela,parmesão,batata palha Palmito. mussarela,palmito Palmito catupiry. Palmito,catupiry Portuguesa. presunto,cebola,palmito,ervilha,ovo,mussarela Portuguesa 2. presunto,cebola,palmito,ervilha,ovo,catupiry 3 queijos. mussarela,parmesão,catupiry 4 queijos. Mussarela,catupiry,parmesão,gorgonzola 5 queijos. Mussarela,catupiry,parmesão,gorgonzola,provolone Ravena. Presunto,catupiry,champignon Siciliana. Mussarela,champignon,bacon Toscana. Calabresa,mussarela Tanto faz. Calabresa,palmito,ervilha,mussarela Qualquer uma. Frango,ervilha,mussarela,champignon,bacon Você Q sabe. Presunto,ovo,mussarela,parmesão A de sempre. Presunto,ovo,provolone,bacon CQC. Frango,palmito,ervilha,ovo,catupiry,provolone Lampião. Carne seca,cebola,mussarela Maria bonita. Carne seca,cebola,alho Presunto Parma. Presunto Parma,mussarela de búfala,tomate ceco Brigadeiro. Chocolate, chocolate granulado Banana com canela. Banana,açúcar,canela em pó Banana com chocolate. Banana,chocolate e chocolate granulado Do Chef. Presunto parma,mussarela de búfala ,tomate seco A moda. presunto,atum,cebola,mussarela                                               

                                                                                       Esfiha

Carne
Queijo
Calabresa
Escarola
Frango catupiry
Bacon
Bauru
milho
Palmito
catupiry
brigadeiro
romeu e julieta
banana com canela ou chocolate
morango com chocolate
 
 
 
 
 
 
Visualizar Adenilson pizzaiolo em um mapa maior
Restaurante e pizzaria coqueiros

Atlântics wash car

O melhor lugar para seu carro

Lavagem simples,completa,polimento,enceramento,limpeza de estofados e interior  consulte nossos preços

Sob Direção

Shirley & Cristiano

Contatos
ID 90*334
(13) 3507-3081
(13) 7803-9617

Av.Monteiro Lobato 4786,   Vl atlântica, Mongaguá  SP




Visualizar Adenilson pizzaiolo em um mapa maior

receba atualizações por emails